Image Map
8.10.14

Sobre minha alergia a Esmaltes (Sulfato de Níquel)

Quem me segue no instagram @lu_gimenes deve ter visto que eu contei há algumas semanas sobre o teste alérgico que eu ia fazer para descobrir quais marcas de esmaltes posso usar! Mas vou contar tudo pra vocês desde o início!



Foto: Google

Há mais ou menos 3 anos eu desconfiei que estava com alergia a esmaltes pois quando passava determinadas marcas as minhas cutículas coçavam muito. Na época eu não procurei um alergista e decidi suspender por mais de 6 meses as marcas que eu sabia que não eram hipoalergênicas. Ainda assim eu tinha uma coceirinha, mas no dia seguinte passava e eu achava que isso era normal. Depois desses 6 meses, eu voltei a usar todas as marcas e simplesmente não tinha nada demais, apenas a tal coceirinha. Aí eu comecei a desconfiar do alicate, mas ao invés de procurar logo um médico fiquei apenas no "eu acho". Nos últimos 2 anos eu não tive mais nenhum sintoma significativo, de vez em quando a cutícula coçava mas eu deixava pra lá pois logo passava. Só que nesse ano a história foi bem diferente. Um belo dia, lá para meados de maio, eu acordei com a pálpebra direita um pouco inchada, só que como eu estava com a sinusite atacada, achei que poderia ser algo relacionado a isso. Já em junho, no meio da copa do mundo, eu acordei com a pálpebra direita tão inchada que parecia que eu tinha levado um soco! Eu cheguei até a fotografar e toda vez que olho pra essa foto fico meio chocada! Não procurei o meu alergista, tomei meu antialérgico e depois de uma semana ficou tudo resolvido. Aí aconteceu pela terceira vez e eu tomei vergonha na cara para ir no meu alergista, foi só ele olhar pra mim e dizer: alergia a esmaltes! Quase caí dura, como que alergia a esmaltes ia dar uma reação no olho? Pois é... 

A alergia de esmaltes aparece através da dermatite de contato: as substâncias entram em contato com as áreas que você mais passa a mão: rosto, pescoço, olhos... no meu caso a dermatite só aparece no olho direito, mas pode aparecer nessas áreas também. O meu olho fica inchado, depois roxo (parece que tinha apanhado na rua kkkk) e finalmente descama todinho. Uma tristeza! 

Finalmente fiz o teste de contato e para a minha surpresa e dos médicos, eu não sou alérgica ao formol, tolueno e DBP. Mas ao Sulfato de Níquel! Esse é o vilão que está presente em quase todas as marcas nacionais e importadas, inclusive aquelas que se dizem Free / Hipoalergências. Também não posso usar bijouterias (isso eu já sabia), e alguns metais me dão super alergia. Mas nem imaginava que isso fazia parte da composição dos esmaltes.

Eu testei 20 marcas nacionais e importadas. Dessas eu posso usar: Revlon (linha tradicional), Linha Salon Manicure Sally Hansen, Sephora (linha tradicional) e Granado (esse eu tenho alergia fraca, mas como não tenho reação ao usar o médico liberou). Pois é, amigas, apenas quatro marcas! E todas super baratinhas, né? #sqn 

Eu resolvi contar a minha história para que isso sirva de exemplo pra vocês! Não deixem de procurar um alergista quando tiverem qualquer sintoma, façam o teste de contato pois às vezes um esmalte hipoalergênico pode te dar alergia! E acreditem, quando a alergia vem é o maior transtorno pois demora mais de 15 dias pra pele voltar ao normal. =/

Alguma amiga aí também tem alergia a Sulfato de Níquel? 

Beijos!